Batalhão de Caçadores 2863 - C.C.S.

Outubro 29 2009

 

O AEROGRAMA

 

 

Quem não se lembra dos aerogramas, primeiro eram amarelos depois passaram a azul bébé, o MNF tratava-nos assim, os seus meninos, talvez daí esta ultima cor. Enfim era o regime através das senhoras, que nos iam dando algum apoio moral.

Mas o mais importante, era nestes pedacinhos de papel que nós comunicávamos com as nossas familias, com as madrinhas de guerra e as namoradas, que lhes transmitiamos os nossos estados de espírito, que as tranquilizavamos, dizendo que tudo estava bem, mesmo quando as coisas ficavam complicadas. Belos tempos, mesmo na guerra, quando escrevia de empreitada a toda a familia.

 

 

O CORREIO

 

E o correio, quem não ficava contente em recebe-lo, saber noticias da família e dos amigos.

A impaciencia que setiamos enquando não chegava a avioneta de Tête com a nossa correspondência, que liamos e reliamos até a saudade ficar mais branda.

 

 

 memórias

 

Benildo Lopes

p>

publicado por Benildo Lopes às 21:06

Pertenci Ao Batalhão 2862 na companhia 2469, estive no norte de Moçambique.
Exmos. Senhores
Como ex-combatente da Companhia de Caçadores 2469, venho solicitar a possível
cedência de um exemplar de aerograma, (digitalizado ou físico).
A intenção de convocar meus colegas de armas para o convívio do 46º aniversário do
nosso regresso a casa, em folha baseada no desenho, formato e modelo de aerograma
usado na época na troca de nossa correspondência com familiares e amigos.
Desde já agradeço a vossa melhor atenção.
Carlos Alves
cavalves@gmail.com
carlos alves a 23 de Dezembro de 2016 às 15:31

mais sobre mim
Outubro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
24

25
26
27
28


pesquisar
 
blogs SAPO